A Internet é um buraco negro em sua vida?
Efeitos colaterais da tecnologia


Por Edwin Karrer


Leia também


Um buraco negro é uma gigantesca concentração de matéria no espaço, cujo campo gravitacional é tão forte que nada consegue escapar da sua força de atração. É capaz de sugar planetas, estrelas e nem mesmo a luz pode lhe escapar (daí a origem do seu nome).

Esta descrição, que se refere acima a uma das maiores forças que conhecemos no universo, poderia também fazer referência à Internet, no caso de muitas pessoas cujas vidas são sugadas para o mundo online.

Vivemos na sociedade da informação e a tecnologia está cada vez mais integrada às nossas vidas. Uma pessoa digitalmente excluída chega até a sofrer também um certo nível de exclusão social. Neste cenário, é comum hoje encontrar pessoas que passam muitas horas por dia online.

Talvez você que me lê neste momento se identifique com isto, ou conheça alguém que se enquadre neste perfil. Nem sempre é simples identificar que o uso saudável da Internet deu lugar a uma dependência, como em casos gravíssimos onde a pessoa é capaz de passar dias seguidos conectada, sem dormir, sem higiene pessoal e alimentando-se precariamente. Mas a dependência de Internet pode manifestar-se em diversos níveis e há certo grau de prejuízo em todos eles.

Este texto não apresenta nenhuma crítica ao uso da tecnologia. Considero a Internet uma das maravilhas da humanidade e eu mesmo sou um heavy user. Mas mesmo o recurso aparentemente mais inofensivo e benéfico pode ser danoso em caso de abuso. Como tudo na vida, deve-se buscar moderação e um aproveitamento saudável.

 

 

“O problema real não é se as maquinas pensam, mas se os homens o fazem.” (B.F. Skinner)

 

Como o dependente frequentemente não tem consciência de sua condição, vejamos alguns sinais que são comumente observados nestes casos e que podem ser indicativos do problema.

Tempo de conexão: Um ponto básico é avaliar a totalidade de tempo diário online. Porém, isto é algo um pouco difícil de analisar dentro deste quadro, pois não há um consenso sobre qual seria o limite de horas diárias antes de se configurar um problema de dependência. Além disso, muita gente é profissionalmente obrigada a estar online. Mesmo que haja plena justificativa profissional ou acadêmica para passar diariamente horas diante do computador, isto não impede uma série de males, como: dores por postura inadequada e contínua, lesão por esforço repetitivo, problemas de visão, sedentarismo e obesidade, problemas de relacionamento, etc. Quando tudo isto está em jogo e a pessoa permanece voluntariamente por longas horas diárias na Internet, soma-se aos problemas mencionados uma possível dependência. Este sinal fica mais evidente quando a pessoa começa a mentir e esconder o tempo gasto online.

Desequilíbrio da vida social: Gastar mais tempo com atividades online e interações virtuais do que com familiares, amigos e relação afetiva é normalmente um dos sinais mais nítidos da dependência de Internet, especialmente quando se nota uma redução das interações habituais. Neste aspecto, a dependência de Internet pode até mesmo provocar o término de namoros e casamentos.

Prejuízo profissional / acadêmico: O indivíduo dependente pode passar a sistematicamente se atrasar ou perder compromissos, como reuniões, aulas, etc. Além disso, investe cada vez menos tempo e atenção para trabalho e estudo, o que compromete seu desempenho.

Tolerância:  Assim como em outras dependências, a pessoa afetada começa a necessitar de doses cada vez maiores para obter satisfação. Quando há aumento gradual de permanência online é bom ficar atento.

Irritabilidade: Quando se vê obrigado a interromper suas atividades online, o dependente costuma reagir com frustração e irritação.

Perda de autocontrole: Entrar habitualmente na Internet "apenas para dar uma olhadinha rápida" e ficar muito mais tempo do que o planejado inicialmente é outro sinal de possível dependência.

Interesse permanente: Quando sem acesso à Internet, sentir ansiedade e ficar imaginando o que pode estar rolando online, assim como correr para se conectar ao acordar ou ao chegar em casa, são sinais claros do problema.

Caso sejam observados sinais como os mencionados e haja prejuízo à saúde, trabalho, estudo ou vida social, é importante que se busque ajuda profissional.

 



Este texto pode ser reproduzido sem finalidade comercial, sob as seguintes condições:
- Identificar claramente o nome do autor.
- Criar link para a url desta página ou informar a url por extenso.
- Comunicar o uso enviando e-mail para edwin.karrer@sobrepsicologia.com.br com informações de data e endereço (ou outra especificação) da publicação.


Gostou desta página?

Então acesse abaixo e
compatilhe com seus amigos
onde você desejar
 

Os comentários aqui no site são feitos via Facebook, por isso você precisa estar logado lá se quiser participar. Certifique-se de que seus comentários não desrespeitem as regras de conduta e postagem contidas em nossos Termos e condições de serviço. Os comentários são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.
 

Artigos Vídeos Psicoterapia Orientação Profissional Workshops Contatos